A esposa do pastor

A história que vou compartilhar foi há algum tempo atrás e com maravilhosas recordações. Por questão de sigilo,os nome serão fictícios.
Pois bem,costumo entrar em salas de bate papo e fazer amizades. E numa dessas amizades conheci em especial Paula… e eu Renato. Mandei um oi e ela de prontidão respondeu e ali começamos um papo,mas nada muito sério. Ela me passou um contato de skype e eu adicionei,mas acabei excluindo,nunca a via online. Passado algum tempo,vejo um pedido de amizade e para minha surpresa,era Paula e eu acabei aceitando.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

LibidGel Aumente seu penis

Mais alguns dias se passaram e numa tarde ela entrou e mandou um oi e eu respondi e começamos a conversar. Falávamos de vários assuntos,até que a conversa foi para um lado mais picante. Paula me disse que era a primeira vez na sala de bate papo,que entrou por curiosidade e eu nada bobo fui dando corda,ate ela falar que era casada e que marido nem sonhava que ela estaria num bate papo e eu pensei comigo…safada. E fui falando coisas que a deixou excitada e acabamos nos vendo na webcam.Paula disse que eu fui muito atirado ao mostrar meu pau durão na webcam,mas que tinha gostado.

E nesse momento perguntei se ela tinha vontade de chupar e foder bem gostoso.E a resposta …claro que sim. Então passou poucos dias e Paula veio a Santos Sp pra fazer uma prova de concurso publico.Era um domingo,e eu,disse…eu irei te conhecer e fui,no horário marcado lá estava eu. Paula me esperando num local que escolhemos e quando cheguei,um pouco apreensivo e me apresentei,um beijo no rosto e disse …Vamos num lugar mais sossegado. Saindo dali,a levei numa rua menos movimentada e de bate pronto,tasquei-lhe um beijo gostoso de língua e Paula foi com a mão no pau por cima da bermuda,completamento duro igual pedra,e ela sentiu o que estava por receber.

Nesse dia como estava muito corrido,nos despedimos nos desejando e marcamos de nos ver depois de 4 dias. E assim passados 4 dias,estava em em São Bernardo do Campo SP. Como combinado,logo pela manhã,la estava eu na rodoviária da cidade. Pra minha surpresa,quando ligo pra ela,o filho atende e eu sem saber o que dizer.e acabei desligando. passou 5 minutos,tornei a ligar e o filho novamente atende e ainda ouço…mãe esse cara de novo ligando,ate que Paula pega o celular e diz me espera que estou chegando.E eu que já iria desistir.

Passou dez minutos e Paula chega no seu carro,buzina…para e abre a porta pra mim entrar. Logo quando entro no carro,o cheiro de Paula era delicioso e ao beijá-la a piroca sobe na hora e dali partimos sentido ao Motel. No meio do caminho,paramos numa farmácia pra comprar camisinhas porque aquela manhã iria ser quente. Saímos da farmácia e fomos em direção ao motel. Chegando,ao descer do carro,pude apreciar a deliciosa bunda da Paula e já agarrei-a por trás. Entramos no quarto e já me despindo foi logo com a boca na pica grossa e dura e começou a fazer um delicioso boquete,mamando as bolas,a rola toda me deixando todo aceso e eu não aguentando ali só recebendo a chupada,cai de boca na bucetona de Paula que estava totalmente molhada e fui chupando a virilha e o grelo e metia a língua fundo na buceta e ouvia Paula gemendo.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Alguns minutos depois estava eu cravando a rola na buceta e beijando a boca de Paula que dizia fode gostoso,fode sua putinha. E fiquei comendo aquela buceta por um bom tempo. Mas teve uma hora que eu disse,Paula lembra o que eu dizia no skype ? E ela perguntou o que? E eu emendei,agora vou comer o cu ..te lembras? E Paula sorriu e de ladinho mesmo,abri o rabo com as mãos e coloquei a cabeça da rola na entrada do cu,mas não entrava de jeito nenhum,cuzinho era apertado porque o marido não comia. E pensei,não vou deixar passar um rabo gostoso desse,vou meter a rola toda nessa safada. Aí peguei um gelzinho que tinha próximo a cama e fui lambuzando a piroca toda e também coloquei muito gel na entrada do cuzinho de Paula.

Quando deixei tudo bem lambuzado,encostei a cabeça da pica no cu da minha putinha Paula e fui deixando descer o peso do corpo e fui beijando o pescoço,as orelhas da minha putinha safada e pude sentir cada pedacinhho da rola entrando até que entrou até os bagos 19cm no cu da minha putinha. Dei uma tremida na rola e depois uma forçada com a rola toda dentro do cu chupando pescocinho de Paula
e quando ela se acostumou com a tora no rabo falou a palavra mágica…Fode safado. Aí sim,eu começaria a foder aquele delicioso rabo,e como fodi gostoso,dando várias bombadas naquele rabão.

E eu falava paro ou continuo e a putinha só sussurrava,continua. E eu perguntava,o que seu marido é? e Paula respondia corninho e eu sou o que putinha,e Paula toda entregue respondia,safado. E fiquei metendo a rola grossa no cuzinho apertado de Paula que gemia de tanto tesão até a hora que eu disse …segura a gozada safada e Paula respondia,goza na tua puta.safado e arranquei a camisinha e gozei como um cavalo no cio,melacando a cara de putinha de Paula. E essa só foi a primeira foda com a mulher do pastor corninho.

Conto enviado por:  Anónimo (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo Whatsapp? Veja aqui como o fazer: Clique aqui.
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

libidgel

E estes contos já lestes?

Um comentário

  1. Muito bom o conto…
    Emoção e tesão.
    Conheci uma crente casada, o mulher fogosa
    Penso que os maridos só papai e mamãe.
    O melhor foi comer o cusinho dela em frango assado…nosssa tu ee tudo e ve a tesão na cara dela pedindo me rasga toda.

Deixe um Comentário. (Proibido divulgar Whatsapp ou emails)

Seu endereço de e-mail nao será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

error: Conteúdo Protegido !!