Corno por necessidade

Sou Carlos, moreno claro, 60 anos. Casado com Cidinha, de 45, morena arretada pra caramba. Estamos casados a 20 anos. Nos últimos anos ela perdeu o tesão por fazer sexo comigo. Procurou todos os recursos e não conseguiu achar nada de errado. Por fim ficou a dúvida…. O problema era ela ou o problema era meu. O desinteresse era evidente. Na realidade paramos de fazer sexo a quase dois anos. Depois de muitas conversas, ela me liberou pra ficar com outra pessoa, se esta fosse a minha vontade.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

LibidGel Aumente seu penis

Passado um tempo, ela me perguntou se eu ainda tinha a fantasia de ver ela com outro homem. Eu disse que por falta de relacionamento nosso, eu nem pensava mais no assunto. Aí ela perguntou se eu me importaria de ela sair com outro homem, para descobrir se com este outro ela ainda tinha desejo. Claro que eu disse que não me importava. Então numa sexta feira, fim de semana chegando, ela me disse que precisava dum favor meu. Muito solicito, eu prontamente disse que sim. Ela falou: toma teu banho, te arruma, que vamos sair. E foi o que fizemos.

Fomos até um lanche para comer algo. Lá veio um cara que a cumprimentou,  deu tres beijinhos no rosto. E ela me apresentou: amor, este é o Jean, um amigo que conheci a um tempo. E ficamos comendo e tomando algumas cervejinhas.  Passado um tempo, ela disse: amor, podemos ir? Paguei a conta e saimos. O Jean pediu se podiamos dar uma carona. Claro que sim, dissemos. Quando saimos, perguntei onde queria ficar. Ele disse que qualquer lugar no bairro dele servia.  E perguntou pra onde estavamos indo. Minha mulher falou que estavamos indo para um motel. Ele pediu desculpas, mas ela disse que tudo bem. Aí disse pra mim: amor, bem que ele podia ir junto com a gente…..
Gelei na hora, mas concordei, afinal, isto era nossa fantasia de mts anos.

Ele obviamente aceitou na hora, dizendo que tinha uma boa indicação, que aceitamos. Lá fomos nós. Assim que estacionei o carro, nos dirigimos à suíte. Ela subiu as escadas na frente, ele atrás dela e eu por fim. Só de ver a bundinha dela no vestido curto e apertado, o cara já ficou todo assanhado. Ao entrar no quarto, ela me abraçou, me beijou, ficamos passando a mão um no outro. E aí ela disse: deixa eu fazer gostoso com vcs dois????? Claro que concordei. Afinal era nossa fantasia. E ela não transando mais comigo mesmo, eu só tinha a ganhar. No mínimo ia ter um sexo gostoso com a mulher que amo.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Nisto ela me soltou e chamou o Jean. Passaram a se beijar. Eu fui encher a banheira. Quando voltei pro quarto, os dois estavam se arretando a mil. Aí tive a melhor ideia da noite: abracei ela por trás, fazendo carinhos na nuca, nas costas, passando a mão nos seis. Abri a alça do vestido dela e baixei o mesmo de modos que ficasse com os seis livres. Nisto fui por trás dele e abri as calças, ajudei a tirar a blusa dele. Deixei ele de cuecas. E ela de calcinha. Nisto tirei a minha roupa e comecei a beijar a minha mulher. Disse pra ela que desejava que tivesse uma noite maravilhosa com o marido corno e com o amigo comedor dela.

Tirei a calcinha fio dental dela e deitei na cama. Falei pro cara: vem, use, abuse, lambuze, aproveita e dá muito prazer pra esta mulher gostosa. O cara pirou. Foi com tudo. Beijou, mamou, lambeu, chupou, fez 69. Fez ela gozar na boca dele. Ficaram mais de 40 minutos se pegando de tudo que é jeito. Aí ela me chamou: vem amor, vem sentir como a sua putinha está molhadinha.  Ela pediu pra eu deitar na cama. Ela veio por cima de mim e fizemos um 69. Logo em seguida ele meteu gostoso nela. Eu chupava e ele metia…… Foi muito louco tudo o que vivemos e sentimos.

Quando todos tinham gozado, fomos para a banheira, onde ficamos conversando por um tempo. Aí, ela me chamou pra cama e pela primeira vez em vários anos fizemos amor realmente satisfatório. Gozei novamente, desta vez no cuzinho dela. Por fim o Jean deu mais uma rapidinha com ela. No outro dia ela confessou que tinha planejado tudo. Só que nem eu e nem ele sabíamos que ela tava a fim de fazer a festa merecida. Foi uma experiencia muito boa. Depois deste dia voltamos a nos encontrar com o cara.
Hoje tenho uma gata que voltou a gostar de fazer sexo comigo. E por sinal, é de excelente qualidade.

Conto enviado por:  cdpapo (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo Whatsapp? Veja aqui como o fazer: Clique aqui.
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

libidgel

E estes contos já lestes?

Um comentário

  1. Ups!
    Muito bom o conto, descrito sem rodeios.
    Parabéns!
    Pela hora vou fazer amor com a patroa.

Deixe um Comentário. (Proibido divulgar Whatsapp ou emails)

Seu endereço de e-mail nao será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

error: Conteúdo Protegido !!