Desejo sacana pela irmã

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Não consigo esquecer de quando era adolescente, minha rola ficava dura pra qualquer coisa e com minha irmã nerdinha mais velha não foi diferente. Notava que com o passar do tempo o peitinho dela, o bumbumzinho dela crescia e sem querer ficava excitado. Ela chegou a me dizer: “vai resolver isso no quarto rs” e eu nem entendia bem… futuramente, comecei a querer ver como era um corpo de mulher pelada e escolhi o dela… entrava silenciosamente de noite no quarto dela e jogava luz bem perto da calcinha com pelo da vagina saindo pelos lados, e o cheiro doce da calcinha dela dormindo era um tesão!

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Tocava bem de leve o seio dela através do pijaminha tentando nao acordar ela, cheirava a boca dela e fingia beijar aqueles lábios… meu pau latejava pra minha irmã, comecei a esperar ela ir tomar banho e me esgueirava pra olhar ela tirando a calcinha e sutiã sentada na privada cantando e coçando aquele mamilo vermelhinho. Aquele par de pernas brancas, com muita pouca celulite era de foder! Ver aquela bunda gostosa da minha irmã sem roupa nenhuma me deixava muito muito duro.

Acabava gozando toda minha porra bem rápido vendo ela lavar o corpo peladinho e rosa, ensaboando a vagina e o ânus! Sem óculos ela não enxergava bem, mas desconfiav que eu tava com o olho no buraquinho, sei disso porque ela olhava muitas vezes com um olhar estranho pro buraco, mas saber disso só me deixava mais a fim de olhar ela tomando banho. O jeito dela secar a teta, passando a toalha na buceta fora do box era a perfeição. Meu objetivo era conseguir enxergar os lábios vaginais dela.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Gozei litros de esperma olhando minha irmã no quarto, no banheiro, e consegui me masturbar vendo o namorado dela tocando a buceta linda dela quando transavam na sala de estar de noite no andar debaixo. Ela com a mão na piroca do canalha e ele batendo siririca beijando a boca da minha irmazinha. Gozei tudo das minhas bolas ali mesmo no degrau da escada e sai correndo pro quarto pois ouviram um estalo no piso. Esse namorado dela viu a porra da minha rola na escada e isso deixou minha irmã com muita vergonha de mim no dia seguinte… Que pena pra ela, porque pra mim aquela época de punheta e porra pra ela pelada todo dia foi a melhor época da minha vida.

Conto enviado por:  Irmão pervertido (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo Whatsapp? Veja aqui como o fazer: Clique aqui.
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Adicione um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!