Gerente desejada

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Bom, agora vou contar sobre uma gerente de loja que conheci quando trabalhei com sistemas em um shopping. Eu como sempre, passava de loja em loja, dando bom dia, vendo se estava tudo nos conformes, e ajustando algo quando necessário. E também sempre olhando as novas roupas que chegavam nas lojas. Então em uma manhã, passei em uma loja, que a pouco tempo havia sido inaugurada, entrei como sempre, dei um bom dia, pois não havia ninguém na loja, e de repente, sai do estoque, uma moça. Nossa, e que moça…Difícil descrever oque pensei no momento, estilo panicat para entender melhor.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Cabelos negros, pele branca, salto alto, cinturinha fina e uma bunda maravilhosa, estava com um vestido, e pelo relevo atrás dela, dava para notar que tinha uma linda bunda, redondinha, parecia ser toda firme, um tesão de mulher, porém, muito séria e profissional. Eu a tratei com um algo a mais, sanando todas e quaisquer dúvidas dela referente a meu trabalho, eu segui meu dia, mas sem parar de pensar naquela mulher, no cheiro dela, da forma com que se vestia, em tudo.

Então os dias foram passando, os assuntos foram aparecendo, mas a intimidade nunca deu as caras em nossos assuntos, eu por medo, pois ela era muito séria, muito culta, e nunca havia dado espaço para mim. Eis que um dia ela estava a conversar com uma amiga minha e tal, eu vinha chegando para ver se tudo ocorria bem, e minha amiga faz uma brincadeira referente a sexo comigo, eu entrei no clima e falei que estava na seca, e a morena me olhou rapidamente, eu não entendi, se foi vergonha pelo que falei ou qualquer outra coisa, apenas segui meu caminho e as deixei ali.

Outro dia entrei na loja e vejo uma peça de roupa que me interessou, eu pedi se poderia provar, e ela disse que sim, mas que não tinha provador na loja, eu pedi se poderia provar na loja mesmo, e como era um dia muito calmo, ela disse que poderia sim provar, então como era uma blusa, apenas tirei a que eu estava usando, deixando ela ver parte de meu corpo, sem intenção de que ela visse, acabou que ela viu parte de meu abdômen, onde tenho uma tatuagem. Quando terminei de provar, vi um olhar diferente nos olhos dela, eu não queria me enganar, mas parecia uma malícia.

Mesmo assim, sempre fui muito profissional com ela e com todas as pessoas que atendia, até que eu acabo saindo desse ramo, e nunca mais a vi. O tempo passou, mas aquela morena, nunca havia saído da minha cabeça, pensava muito nela, mas como havíamos tomado caminhos diferentes, cheguei a ir algumas vezes no shopping e na loja, mas quando retornei, ela não trabalhava mais lá.

Heis que um dia encontro ela em uma rede social, adiciono e logo ela me aceita, manda um bom dia… Pronto estava decidido a tentar algo, nem que não conseguisse, mas como o desejo foi muito maior que a razão logo deixei meu contato e pedi para que me chamasse quando possível. Não demorou muito e iniciamos as conversas, tudo normalmente, trabalho, família, e até que eu não tive mais como esconder.

Acabei entrando no assunto do que eu pensava dela, de como eu imaginava que ela era no particular, com o marido, na cama, oque realmente eu via nos olhos dela. Sempre que olhei diretamente nos olhos dela, percebia, que tinha algo dentro dela, que ela escondia muito bem, mas eu precisava falar a ela isso tudo que via.

Então pedi se poderia, e com o aceite dela, comecei a falar, tudo que eu pensava, que naqueles olhos eu via mais que uma mulher linda, que dentro dela, havia um algo a mais, e que ela não tinha isso em casa, que ela precisava de loucuras, de beijos molhados e demorados, de sentir o coração acelerado, a respiração ofegante…. E para minha surpresa ou não…Acertei muita coisa, deixei ela curiosa, falei de tudo que eu gostava, tudo que eu sempre imaginei fazer com ela, desde um belo começo até um final maravilhoso.

Então despertei algo que jamais imaginei que conseguiria, despertei uma Leoa, deixei ela curiosa, querendo sentir oque jamais havia sentido. Então depois disso, os assuntos passaram, e deixei tudo adormecer, conversávamos todos os dias, mas sempre com uma pitada de safadeza…

Houve uma noite em que eu estava em casa, e ela me chamou, pedindo um auxílio com seu computador de casa, nem lembro sobre oque era o problema, mas eu prontamente aceitei ir até sua residência, queria demonstrar que estaria sempre ali para atender ela, como sempre fui na época do shopping.

Cheguei na casa dela e ela me atendeu normalmente, me beijou no rosto, e me convidou a entrar, nossa, estava como sempre, linda, e muito gostosa…Vestido longo, salto, e uma blusinha justa. Não tive como disfarçar, dei uma olhada daquelas que devora a pessoa com os olhos, e perguntei…

Onde está o marido?

Logo me responde: Jogando futebol porque?

Saber somente, sentei no sofá da sala e peguei o notebook, ela vai em direção ao quarto e demora a voltar, fiquei inquieto, pensando oque fazer, ela nem me fala oque havia com o notebook, eu a chamo e ela não responde, passam poucos segundos e eu me levanto, vou em direção aos quartos, quando me deparo com ela, deitada na cama, nua, me olhando com uma carinha de safada, me fala..

Então…A massagem que você me falou…estou esperando…

Eu nem pensei duas vezes, peguei um óleo que tinha ao lado dela e comecei a derramar sobre suas costas, deixei aquele óleo escorrer vagarosamente e bem lentamente comecei a passar minhas mãos no meio de suas costas, em círculos, e com um toque sem muita pressão, passando perto dos ombros delas, percebi que nem estava tensa, estava muito tranquila, e a vontade. Eu acariciando suas costas comecei a descer lentamente em direção da cintura, segurei firme na cintura dela, e segui massageando , alisando de dentro para fora, com um pouco de pressão, e cada vez que eu voltava para o meio, segurava na cintura com força.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Fui seguindo normalmente a massagem, despejei mais óleo, dessa vez em seu bumbum, e nossa, redondinho e firme como eu sempre imaginei, comecei a acariciar, massageando com muita calma, mas sem receio, aos poucos desci para suas coxas e com mais óleo deixei ela toda lambuzada com ele, afastei um pouco as pernas dela e segui na massagem no lado inferior das coxas, segui mas a essa altura eu estava louco, excitado, e ela percebeu isso, mas somente curtia o momento, não falava nem fazia movimento algum, apenas respirava fundo quando minhas mãos se aproximavam perto de sua B…, mas em momento algum ela impedia, fui aos poucos chegando perto, e mais perto, movimentos circulares e com muito óleo, até que encostei, nossa, eu não sabia oque esperar, mas segui fazendo, a cada movimento para cima, eu encostava mais, até que comecei a acariciar bem devagar, sentindo ela molhadinha, nessa hora olhei para as mãos dela, e ela estava segurando firme na coberta dela, respiração alta e ofegante, com o óleo escorrendo por dentre suas pernas, meus dedos escorregaram facilmente, senti ela muito molhadinha, quentinha e a essa altura, eu estava todo molhado também, segui fazendo o cai e vem com meu dedo, aos pouco tirava e passava por cima do C…dela, ela rebolando e gemendo baixinho, deixando o ritmo acelerado.

Me desloquei para trás dela e segui acariciando entre as coxas, me deitei entre suas pernas e quando ela menos esperava, coloquei minha língua quente, bem molhada na sua B…. Cheirosa, deliciosa, segui ali passando a língua e saboreando ela, ela gemia mais alto agora e empinava a bunda, nossa eu nunca senti tanta vontade de chupar como naquele momento, eu queria devorar ela, literalmente..

Então eu subi beijando suas costas, e mordendo bem devagar, encostando meu peito em suas costas cheguei próximo ao seu ouvido, passei minha língua na orelha, e mordisquei um pouco, percebi que aquilo a deixava pirada, então levantei e voltei para a massagem, ela olhou para o lado, soltou as cobertas, e acariciou meu pau levemente por cima da calça, me olhou com uma carinha de desejo, abriu o zíper da calça, e baixou, eu estava sem cuecas, todo molhado e com o pau duro, me direcionei de frente a ela e comecei uma massagem nas costas, deixando meu pau próximo a sua boca, percebia um certo receio dela, mas segui ali, naquela posição onde eu tocava facilmente sua B… então quando menos esperava, senti aquela boca quente e molhada, engolindo meu pau por inteiro, ela passou a língua, e segurou firme com a mão, me olhou nos olhos e beijou meu pau, passou a língua até em cima e engoliu novamente, nossa eu estava pirando naquele momento.

Então após ela me olhar mais uma vez nos olhos, com aquela carinha, eu deixei minha calça cair onde eu estava e segui em direção as costas dela novamente, subi na cama e ela sem mesmo imaginar oque eu queria, empinou o bumbum, eu passei meu pau na entrada, toda molhadinha, deixei ele deslizar por fora, e me deitei por cima dela, e ela em um rebolado acabou encaixando meu pau certinho na sua bucetinha, nossa ela estava fervendo, e muito molhada, eu comecei em movimentos leves de vai e vem, ficava passando minha língua dentro da orelha dela, e ouvindo ela gemer, e rebolando, tirei meu pau de dentro dela e me ergui, deixei ela de 4, e novamente a penetrei, dessa vez sem muito carinho, o desejo deu lugar ao tesão intenso, eu socava com força, sentia ela molhada e os gemidos ficaram intensos, eram altos, eu segurei em seu cabelo com uma das mãos, e com a outra dei-lhe um tapa na bunda, ela rapidamente me olhou e sorriu, vi que estava no caminho certo, puxei ela forte e soquei, ficamos ali por um tempo, entre tapas e puxões de cabelo, acabei puxando ela para o canto da cama, virei ela de frente para mim, coloquei os pés dela em meu peito, e comecei novamente, com força e intensidade sentia que ela estava perdendo o controle dela mesma, então ela foi para o meio da cama e deitou de ladinho, eu encaixei atrás dela e fui penetrando, eis que ela abre a perna e pega no meu pau, direciona para trás e se empurra contra mim, nossa eu não acreditei estava entrando todo, ela soltou um gemido alto e falou, agora sim..me faz gozar…segurei firme na sua cintura e comecei bem devagar a colocar e tirar, fui aumentando o ritmo aos poucos, enquanto mordia seu pescoço, sentia ela pulsando, novamente empinou a bunda para mim, e naquela situação comecei a tocar na sua bucetinha, enquanto socava bem lentamente, porem forte atrás dela, o ritmo foi aumentando, e nossas respirações estavam sincronizadas, eu gemia de tesão e ouvia o mesmo dela, segui e anunciei que iria gozar, tirei meu pau de dentro e jorrei tudo em suas costas, ela tremia, eu percebendo o momento deitei rapidamente entre suas pernas e chupei ela mais uma vez, senti ela se molhando toda novamente, delicia,  sentir aquele gosto maravilhoso do tesão dela me deixou maluco, virei ela de frente para mim e a beijei demoradamente, um beijo de 5 minutos, que quando percebi, estava novamente socando na bucetinha dela…seguimos por mais um tempo até que gozamos novamente…nossa que noite…

Conto enviado por:  RDS (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo Whatsapp? Veja aqui como o fazer: Clique aqui.
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

E estes contos já lestes?

Tags:
One Comment

Adicione um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!