Voltando para a cama de minha irmã safadinha

Depois de mais ou menos uns 20 anos aconteceu algo delicioso. Minha irmã, separada do marido há alguns anos, veio morar em uma casa nos fundos de onde eu moro. Claro que desde nosso relacionamento inicial, que aconteceu quando éramos adolescentes nós dois mudamos muito físicamente. Eu estou com uns 10 kg acima do meu peso ideal e minha irmã está bem acima do peso pois teve dois filhos e pelo visto não se cuidou muito. É uma baixinha gordinha, mas mesmo assim eu ainda sentia uma vontade enorme de ter ela novamente. Ela tem peitos grandes e uma bundona que combina com eles.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

LibidGel Aumente seu penis

Aconteceu que, depois de uns dois meses que ela estava morando aqui, já com tudo instalado e filhos na escola, ela começou a fazer caminhadas e foi perdendo peso. Ficou bem mais magra, mas mesmo assim continua peituda e com bundão.
Eu numa tarde dessas fui até a casa dela e ao chegar lá fui entrando pois a porta estava aberta, e a vi de costas, na pia da cozinha, terminando de secar a louça. Ela estava com um shortinho de lycra e uma blusa de malha bem solta. Estava sozinha, as crianças estavam na escola nesse horário. Entrei, conversamos um pouco e de repente me deu uma vontade louca de agarrar ela ali mesmo. Pensei um pouco e levantei indo para o tudo ou nada, afinal nunca nem tocamos no assunto do passado e faziam tantos anos de nossa última vez… mas fui.
Cheguei por traz dela e a abracei segurando seus seios com firmeza e encostando bem meu corpo no dela, fazendo ela sentir meu pau encaixando em sua bunda. Nossa, quase gozei com a sensação que tive!

Ela ficou imóvel enquanto eu apertava seus peitos e esfregava meu pau na sua bunda. Parei de me esfregar porque fiquei com medo de gozar, mas continuei apertando e acariciando seus seios fartos. Coloquei minhas mãos por debaixo da blusa dela e fiquei pegando nos seios, tirando eles do sutiã e brincando com os mamilos que começavam a endurecer. Ela não demonstrava nenhuma resistência, mas ao mesmo tempo não esboçava nenhuma reação. Desci uma das mãos e comecei a apalpar sua buceta, por cima do shortinho mesmo, e ela continuava imóvel. Comecei a beijar e morder levemente sua nuca e seu pescoço e ela começou a se arrepiar. Quando percebi ela estava fazendo discretos movimentos com sua bunda no meu pau, então peguei firme em sua bunda e arregacei bem, ma abaixando um pouco coloquei meu pau em uma posição como se fosse meter em sua bunda, mas tudo isso ainda vestidos. Ela suspirou e empinou mais a bunda, fazendo meu pau encostar na sua buceta. Fiz ela rebolar um pouco e logo parei e comecei a baixar seu shortinho, deixando aquela bundona gostosa toda a mostra. Botei meu pau pra fora e o esfreguei nela até quase gozar, então coloquei na portinha de sua buceta foi quando percebi que ela estava muito melada, tanto que molhou muito o meu pau. Falei no ouvido dela:

– Estou louco de saudades do seu gosto, vamos pro teu quarto que eu quero te chupar bem gostoso…
E sem falar nada ela puxou o short pra cima e seguiu em direção ao seu quarto. Fui atraz dela e chegando lá, ela estava parada perto da cama, em pé, eu a abracei novamente por traz, mas já abaixando seu short e colocando meu pau no meio de sua bunda, levantei sua blusa e pude ver aqueles peitões dela que segurei com muita vontade. Apertei eles e a virei de frente para mim, chupando e acariciando eles como louco. Deitei ela na cama e tirei toda a sua roupa. Sua buceta estava deliciosa, com um clitóris enorme, inchado e melado. Estava completamente depilada, o que me ajudou a lhe proporcinar mais prazer.
Depois de muito a chupar e meter meus dedos em sua buceta, já escorria um creme grosso e delicioso dela, resultado de seus orgasmos. Isso sempre acontecia com ela, mesmo quando ainda era virgem e eu apenas a chupava. Eu sempre gostei de beber todo o seu gozo, acho delicioso e me dá muit mais tesão.
Levante de onde eu estava e coloquei meu pau em sua boca. A princípio ela resistiu um pouco mas de repente me olhou nos olhos, segurou meu pau bem firme e começou uma chupada como nunca havia me dado antes. Ela percebendo que eu estava quase gozando, tirou meu pau de sua boca e me disse:
– Se gozar na minha boca eu te mato!

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

E enfiou tudo o que pode na boca novamente, me chupando com muita vontade. Foi minha vez de tirar o pau de sua boca e, dando um tempinho, deitei entre suas pernas e comecei a esfregar meu pau em sua buceta. Quando ela começou a rebolar e suspirar eu coloquei a cabeça do pau na portinha de sua buceta e, através do rebolado dela, ele foi entrando bem devagar até quase a metade. Eu não aguentei mais quando ela teve um orgasmo forte, tremendo e relaxando seu corpo. Tirei meu pau e voltei a chupar ela. Então de repente eu levantei e coloquei meu pau na portinha novamente e assim que ela começou a rebolar eu o atolei sem dó em sua buceta. Meu saco encostou no cuzinho dela e eu fiquei forçando como se fosse colocar as bolas pra dentro. Dei duas estocadas e quando fui para a terceira ela me abraçou pela cintura com suas pernas e me puxou forte. Meu pau entrou despejando porra nela. Entgrei gozando, e gozando muito. Acho que foi a gozada mais forte e intensa que já tive até hoje. Parecia que eu estava há horas desferindo jatos muito fortes e longos de esperma dentro dela.

Senti que ela gozou novamente enquanto eu gozava também.
Ela passou a mão em minhas costas, acariciando, enquanto eu ainda estava deitado entre suas pernas e isso me deu muito tesão. Meu pau não chegou a amolecer, então comecei a foder sua buceta novamente bem devagar. Ela apenas se contorcia, suspirava e me fazia sentir os espasmos de sua buceta. Então falei no ouvido dela:
– Maninha, eu te amo, sempre sonhei em gozar dentro de você!
Pela primeira vez durante uma transa nossa aconteceu um diálogo!
Ela respondeu no mesmo tom:
– Lambuzou todo o meu útero… não tem medo de me engravidar não?
– Se você tivesse me avisado eu tirava na hora de gozar…
– Eu sempre quis sentir essa tua gozada dentro de mim, lembra que eu já tentei te segurar dentro de mim algumas vezes?
– Lembro sim, e quase conseguiu!
– Hoje eu consegui!
– Fica de quatro pra mim poder te comer como antigamente…quero lambuzar essa tua bundona quando eu for gozar!
– Eu fico de quatro, mas quero que você goze dentro denovo, quero aproveitar bem isso, outro dia você goza na minha bunda.
Isso me deu mais tesão ainda! Pela primeira vez minha irmã dizendo que queria que eu gozasse dentro dela e ainda me prometendo mais para outro dia!

Atolei meu pau em sua buceta e a fodi por vários minutos. Quando percebi que eu iria gozar, segurei seus peitos e me atolei nela, gozando forte dentro dela novamente. Quando tirei meu pau de dentro dela, escorreu uma boa quantidade de esperma de sua buceta. Era minha porra misturada com a dela. Lambi sua buceta, e me segurei um pouco de nossa porra na boca. Deitei ou lado dela e a beijei, dividindo nossos líquidos com ela, que aceitou tudo com muito prazer. Disse que adorou o gosto e prometeu que iria pensar no caso de tentar me fazer gozar na sua boca.
– Esse gosto é muito bom e está me dando ainda mais tesão. Da próxima vez vou tentar deixar você gozar enquanto eu te chupo, só tenho medo de não conseguiir engolir tudo, porque se você der umas gozada dessas que deu hoje dentro de mim…é muita porra mesmo meu irmão!
– Não se preocupe com isso, se não conseguir engolir tudo, deixa cair nos teus peitos, vou adorar te comer toda lambuzada de porra!
– Agora acho melhor você ir pra casa, as crianças já devem estar quase chegando e eu tenho que tomar um banho.
– Por mim eu ficava aqui te comendo o resto do dia…
– E eu ficava dando pra você o resto do dia. FIM…

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário. E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui:

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

libidgel

E estes contos já lestes?

Um comentário

  1. Muito delicioso

Deixe um Comentário. (Proibido divulgar Whatsapp ou emails)

Seu endereço de e-mail nao será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

error: Conteúdo Protegido !!