O sobrinho da minha namorada

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Meu nome é Leticia (22 anos) e o dele Pablo ( 25).Esse conto é real e aconteceu algumas semanas atras.
Eu morava em Roraima e ha 6 anos vim morar em SP com minha namorada, vim convicta de que nao queria mais ficar com homens e que tambem nao sentiria a falta deles. Durante muito tempo tive um bom relacionamento com a Amanda, minha namorada e jamais havia se passado na minha cabeça em ter um relacionamento com algum sobrinho dela.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

O Pablo nunca havia mostrado interesse por mim e eu o via de vez em quando em algumas reunioes em familia, mal nos falavamos. Algumas semanas atras resolvi voltar pra Roraima e o Pablo ficou sabendo. Foi ai que tudo começou . Eu e a Amanda fomos passar um final de semana na casa dele, compramos algumas cervejas, mas só eu e Pablo bebemos, depois de algumas cervejas ele começou a me questionar se iria embora ou se ia somente a passeio, eu disse que provavelmente ficaria por la mesmo.

Entao ele tentava me convencer que eu precisava voltar, eu suspeitei pq ate entao a gente nem tinha amizade para ele querer que eu ficasse. 6 anos sem ficar com homens e aquela convicção de que nao sentiria a falta deles foi embora com uns 4 anos longe deles kk. A minha namorada sempre foi absurdamente ciumenta e sempre me deixava e me buscava pontualmente em qlqr lugar q eu fosse,entao eu nem cogitava a possibilidade de ficar com alguem.

Depois que Pablo mostrou aquele interesse repentino eu comecei a olhar pra ele com outros olhos, eu estava com muita vontade de ficar com homem, um que me pegasse de jeito. Naquele final de semana ele conversou bastante comigo, puxava qualquer assunto e sempre pedia um pouco da cerveja que eu estava bebendo. Eu fui pra casa, mas aquilo mexeu comigo de tal forma que nao parei de pensar nele.

No dia seguinte mandei mensagem no whats. Primeiro dei uma desculpa, pois ele era casado e fiquei com medo da esposa dele ver.
“Pablo, td bem? Sua esposa ta perto? Pergunta pra ela se ela quer algumas das coisas que vou deixar aqui antes de viajar.”
“Eu estou trabalhando, mas quando chegar em casa pergunto”
” nao pergunta nao kk, so foi uma desculpa pra saber se ela tava com vc, na verdade queria falar outra coisa com vc”
Ele visualizou mas demorou a responder.
“?”
“Pablo eu sei que é muito errado mas eu nao paro de pensar em vc”
Ele digitava, apagava, digitava novamente…
“Leticia, é recipocro.”
Nossa eu gelei… foi uma sensação muito legal.

Começamos a conversar e ele me confessou que sempre teve interesse em mim, mas por respeito a tia dele e por ser mto tímido ele nao tinha coragem de me falar, mas que estava desesperado pq eu iria embora.
Combinamos dele vim na minha casa com desculpa de que queria uns jogos emprestado no horario que a Amanda estava trabalhando. No dia seguinte assim foi feito, ele avisou a Amanda que passaria em casa rapidamente para pegar uns jogos, ela disse q ele poderia ir pq eu ia ficar em casa. Ela nao implicou pq na casa que moramos na parte de cima mora a irma dela com o marido, e eles sempre desciam onde eu morava embaixo, a porta sempre ficava aberta.

Quando Pablo chegou, estavamos gelados de medo. Eu coloquei os jogos na cama pra ele escolher e deixei bem espalhado se algm chegasse la ia ver que ele realmente estava olhando. Pablo estava tremendo, ele disse que nunca havia traido a esposa. Eu estava com um blusa de alcinha sem sutiã e de saia longa, mas sem calcinha. Ele sentou na cama e ficou vendo os jogos sem me encarar. Me sentei de costas pra ele quase no colo dele, a timidez de Pablo foi embora.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Ele colocou a mao por dentro da minha blusa e começou a acariciar meus seios ao msmo tempo beijava o meu pescoço, eu me virei para beijar sua boca enquanto ele continuava apertando meus seios. Eu tava com muito tesão, estava ardendo, 6 anos sem sentir um homem, nao me lembrava que era tão bom.Estavamos fazendo tudo muito rapido e com muito medo pq qlqr hora alguem poderia entrar, tinhamos que ficar de olho e concentrados em qualquer barulho.

Adrenalina estava a mil! Eu me levantei e ele continuou sentado, coloquei uma perna em cima da perna dele deixando espaço para ele acariciar minha bucetinha. Eu estava uma puta. Ele pegou nela e disse ” que delicia, ta molhadinha” abocanhou meus seios enquanto acariciava ela, chupava meus seios com força e ao mesmo tempo chupava delicadamente rs nao sei explicar. Pedi pra ele levantar e eu sentei. Ele foi abrindo a calça e colocou o pau pra fora. Se eu ainda tinha alguma duvida que daria pra ele, ela foi pra bem longe naquele momento. Que pau era aquele? Caralho de pau! Grosso e grande, nunca imaginei quue aquele rapaz teria aquela preciosidade guardado haha. Puxei ele pra perto e cai de boca olhando nos olhos dele, nunca vou me esquecer a cara de tesão que ele fez, estavamos delirando.

Chupei, lambi… coloquei na boca o maximo que pude e ele ajudava empurrando minha cabeça paraa engolir tudo, ate engasguei kk. Ele me puxou e me deu um beijo bem molhado, agarrando na minha cintura e me virando de costas pra me fuder.
“Pablo oq c ta fazendo? Kd a camisinha?”
“Eu nao ando com camisinha, só transo com a minha esposa e fiz vasectomia”
No momento so rezei pra ele nao ter nenhuma dst kk
Puxei ele no cantinho onde se alguem chegasse poderiamos nos arrumar rapidamente, eu estava de costas pra ele, esfregando minha bunda naquele pauzao,enquanto ele beijava minha nuca e apertava meus seios. Me inclinei pra frente e Pablo meteu, ele meteu tao forte puxou meu cabelo pra tras e me fudeu com muita força.

Doeu pra caralho eu tava quase virgem kk mas tava ao mesmo tempo tao gostoso que nao consegui reclamar. Ele sussurrava ” olha pra mim, olha pra mim” tinhamos que falar baixinho e gemer mais baixo ainda, Pablo tava com uma cara mto gostosa de tesao. Naquela altura esquecemos de tudo, saimos do cantinho estrategico e fomos pra cama. Fiquei la de 4 bem empinada, ” fode, fode ” sussurrei.

Ele continuava puxando meu cabelo e metendo forte, que pegada… estava muito gostoso, mas começou a arder fazia muito tempo que eu nao dava pra um homem ainda mais com um pauzao daquele, pedi pra ele gozar, ele acelerou mais ainda os movimentos deu uma puxada no meu cabelo e ficou me fudendo por mais uns 2 minutos.  Ele gozou dentro de mim e quase soltou um gemido alto. Haha deliciaaaaa. Nos beijamos e nos despedimos, ele nao podia ficar mais tempo. A gente se fala todo dia, o problema é que a Amanda começou a desconfiar, mas esse fica p proximo conto.

Conto enviado por:  Leticia Santos (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo Whatsapp? Veja aqui como o fazer: Clique aqui.
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

One Comment

Adicione um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!