Rebolei na pica do meu melhor amigo

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Éramos apenas amigos, amigos coloridos. Sou uma garota morena, cabelos cacheados longos, olhos castanhos, lindas curvas com o peito e bunda grandes, 1,70 de altura. Ele, ah, um verdadeiro príncipe… Loiro, branquinho, sarado, olhos verdes, 1,80 de altura, dono de um sorriso lindo, e um garoto que toda garota como eu quer ter.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Ele havia me mandado mensagem perguntando se teria algo programado para aquele dia, eu disse que não, e mesmo se tivesse iria desmarcar. Me disse se eu gostaria de ir para um cinema com ele, eu disse que sim, pois éramos amigos e com certeza não iria negar.

As 18:00 horas estava marcado para ele vir me buscar. Era exatamente 16:12, e como sou daquelas que demora anos para se arrumar fui fazer isso nesse instante. Tomei banho, lavei meu cabelo, me depilei toda, fiquei super cheirosinha, coloquei um cropped (que havia ganhado dele no meu aniversário) e um short lindo, justinho, do jeito que ele gostava. No relógio batiam 17:55, e ouvi uma buzina de carro na frente da minha casa. Olhei pela janela e vi aquele maravilhoso homem. Peguei a minha chave e tranquei a porta da minha casa.

Comprimentei ele, e ele me comprimentou sorrindo. Ah, como ele é lindo… Fomos em direção ao nosso destino rindo e conversando. Quando ele toca em um assunto meio quente, o que fez minha bucetinha latejar… Quanto mais conversavamos, mais o assunto ficava quente. Chegamos ao nosso destino, que pena, gostaria tanto de continuar alí, me excitando mais ainda…

Mas enfim, descemos do carro dele, e fomos ao cinema, compramos o ingresso e ele insistiu para pagar. Fomos até a sala onde assistiríamos o filme, assistimos e fomos até o carro. Novamente ele tocou em um assunto totalmente quente, dizendo:
– Amigos apertam bundas de amigas…
– Ah, eu obviamente deixaria você, Bruno, apertar.
– Ótimo…

Continuamos conversando mais, e com aquele assunto, olhei para o membro dele, do qual estava duro, que me deixou minha xoxotinha toda molhadinha… Achei que ele iria me deixar em casa, e que iríamos fazer o ato lá mesmo, mas estava enganada, ele me levou pra casa dele. Desci daquela BMW e fui na frente dele, ele atrás aproveitou e me agarrou. Apertando minha bunda e passeando aquela mão curiosa em mim. Entramos naquela grande casa, ele trancou a porta e eu o puxei até o quarto.

– Safadinha… -ele aperta minha bunda novamente e tira meu cropped
– Com um homem desse, nenhuma resiste. -retiro sua camisa

Começamos um beijo quente, mais tão gostoso…  O empurrei na cama com força, e fui por cima dele… Enquanto o beijava, rebolava naquela pica, grande e grossa, que rapidamente ficou durinha, durinha. Quando vi, já estava sem meu short e ele sem a calça.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Olhei naqueles lindos olhos verdes, e fui abaixando a box dele, quando estava nu olhei aquele pau dele, minha buceta ficou toda molhadinha, e eu com água na boca. Me ajoelhei e antes de enfiar aquela coisa grossa cheia de veias na minha boca, lambi a cabeça daquele pau. Abocanhei aquilo e fui chupando, chupando, e cada vez mais aumentava velocidade, deixando ele cheio de prazer. Após aquele boquete, deitei na cama e ele tirou acabou de tirar minhas peças íntimas, mandou eu abrir as pernas, eu obedeci pois estava louca pra que me chupasse todinha.

Ele começou a me chupar, ficou mais uns 5 minutos me chupando e eu não aguentei, lambuzei toda aquela boquinha de suquinho quentinho. Depois disso, eu fiquei de quatro, o que fez ele passar toda aquela piroca dura na minha bucetinha e no meu cuzinho. Logo depois ele começou a meter, eu gemia muito, mais pedia pra ele não parar de jeito nenhum. Ele aumentava a velocidade cada vez mais, me fazendo gemer mais alto ainda. Foi quando chegou a vez da minha xoxota deliciosa, sentei no colo dele e rebolava, ele chupava os meus peitinhos de um jeito…
– Ahhhh, eu não aguento mais, preciso gozar.
– Pode gozar delícia, goza dentro de mim vai…

Quando senti aquele jato quentinho sair da piroca dele na minha buceta, e ele começar a chupar meus peitos novamente, foi ai que eu rebolei mais ainda, sentei mais ainda, gemi mais alto…

Trocamos de posição, ele deitou e eu deitei em cima dele, só que dessa vez minha xoxota ficou na boca dele, e a piroca ficou na minha boca, ele me chupava e eu chupava ele. Foi tão gostoso aquilo… Fomos para o banheiro, onde rolou mais uma transa com direito a tapas, arranhões e muito mais… Depois que deitamos, continuamos naquele romance só que dessa vez apenas beijos e mãos bobas…

Até hoje nos pegamos, e cada foda mais gostosa que a outra…

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo Whatsapp? Veja aqui como o fazer: Clique aqui.
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Adicione um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!