Sonho de Consumo

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

Era um dia de chuva perfeito para meu estado emocional, destruido horas antes apos receber um video no meu email. em que meu marido transava com outra mulher.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

fiquei arrasada, peguei minha bolsa e sai sem rumo precisava sair e pensar no que fazer.

Fui ao shopping fazer umas compras , isso sempre me acalma enquanto provava as roupas me olhava no espelho e procurava os defeitos em meu corpo porque meu marido procurou outra sera que nao sou mais atraente? estou sempre malhando para manter tudo no lugar tenho uma cintura fina um bubum redondinho sou um pouco baixinha 1,66 peitos durinhos apesar de ter dois filhos tenho um corpo de dar inveja. Entao porque?

entre uma troca e outra percebi que me dei 100% e nao recebia nem 10 tentava sempre fazer o melhor mas não foi o bastante. entao decidi dar o troco.

comprei um vestidinho Em veludo cotelê bem curtinho um palmo acima do joelho, a gola parecia uma coleira, fiquei incrivelmente sexy, meu cabelo negro na altura do ombro me deixou com um ar de dominadora, Mas eu precisava mesmo e ser dominada , estava desiludida e decidida a dar o troco. comprei um salto bem alto e fui para casa , aquela noite ia ser diferente,deixei as crianças com a minha mãe,liguei para minha melhor amiga Elô e marquei de sair , disse que hoje eu ia devolver em dobro o chifre. sexo com meu marido e sempre Rapido eu nao ficava satisfeita ele sempre estava muito cansado, eu entendia afinal trabalha muito chegava bem tarde, acabei me acostumando. Minha amiga eloisa era solteira , esta sempre se envolvendo com os caras errados, ela vive sempre no limite .

A noite se aproximou me arrumei coloquei meu vestidinho e meu salto , passei uma maquiagem bem forte com um batom vinho , olhos bem esfumaçados cilios longos e pretos, realçando meus olhos castanhos claros peguei minha bolso deixei um bilhete para o meu querido esposo avisando que nao voltaria esta noite para casa iria sair com a Elo e depois dormir na casa dela. como eu disse chovia muito. o dia inteiro estava um pouco frio mas nao me importei, estava decidida a dar o troco. Elô veio me buscar de carro e seguimos para um barzinho na zona oeste , escolhemos uma mesa e começamos a tomar umas cervejas, tinha muitos carinhas legais, mas nao me interessei por nenhum , minha amiga nao perdeu tempo e ja partiu para o ataque , ela sempre gostou de tomar a iniciativa , eu conversei com alguns caras mas nenhum me chamou atençao, nao da maneira que eu queria, ja passava das 2 da manhã eu eu ja tinha desitido bebi mas umas cervejas e resolvi que iria embora, minha amiga queria dar uns amassos no boy que ela estava pegando então decidi voltar de taxi para casa.

paguei a conta me despedi e sai para o ponto de taxi que tinha bem proximo tive que dar uma corridinha pois chuva estava bem forte e eu estava so com aquele vestidinho curto e com aqueles saltos enormes, parei em baixo de uma marquize estava a uns 30 metros do ponto quando resolvi sair dali passou um carro nao estava muito rapido mas foi o suficiente para me molhar com aquela agua suja de uma poça que tinha na beira da calçada em que eu estava.

Xinguei o motorista e voltei meu olha para meu vestidinho novo todo ensopado oque fez ele ficar mas colado em mim, tentei passar a mão para tirar o exesso de agua, quando sinto alguem se aproximar, era o motorista do carro que parou um pouco mas afrente , veio me pedir desculpas. Eu estava furiosa, estressada meus planos de dar o troco no idiota traidor do meu marido foi por agua abaixo, sem contar que eu estava muito exitada queria compensar tanto tempo de sexo sem graça, achei que seria minha noite mas estava ali , ensopada na chuva ja estava começando a sentir frio meus mamilos estavao duros. eu virei encarei aquele homem, e derrepente começei a chorar descontrolada, precisava por aquela frustraçao para fora , ele ficou preocupado achando que era culpa dele, me ofereceu ajuda perguntou para onde eu estava indo, eu ja nem sabia mais de nada eu só nao queria voltar para casa ainda mas naquele estado

ele entao disse que me levaria para casa dele para eu me secar e me acalmar ,

eu perguntei se ele era algum tipo de maniaco ele riu e disse que nao, que eu poderia ficar tranquila que ele nao tentaria nada . eu aceitei ir ja nao estava mas lingando pra nada e devido a quantidade de alcool que ingeri.

Assim que chegamos notei que ele morava num apartamento ele me ajudou a subir as escadas eu ja estava um pouco tonta a esta altura o alcool fazendo efeito junto com o cançaso do dia e todo aquele estress , ele abriu a porta e me levou direto para o banheiro e disse para eu tomar um banho para tirar aquela agua suja da poça saiu para pegar uma toalha , eu tirei meu vestido e minha sandalia tirei minha calcinha de renda preta que mal tampava minha xana , entrei no box e liguei o chuveiro coloquei bem quente e fiquei ali parada de olhos fechados enquanto a agua percorria todo meu corpo, senti que estava sendo observada mas continue de olhos fechados por mas alguns segundos entao me virei e dei de cara com aquele homem que me ajudou e so entao percebi que nem sequer sabia seu nome, ele sem graça disse que so entrou para deixar a toalha e ja se virou para sair , eu o chamei e perguntei o nome dele ele disse que era Rafael , e saiu . eu fiquei la pensando que ja que estava ali pelomenos podia me aproveitar da situaçao . ele era um gato eu nao tinha reparado antes , alto (1,80 +-) forte parece que faz academia e tinha um olhar bem serio , senti um frio na barriga mas ao mesmo tempo fiquei com tesao so de pensar nele, entao comecei a me tocar acariciei meus seios que ja estavao durinhos minha xaninha ja estava pegando fogo faz tempo que era pega com vontade . desci minha mao direita ate minha xaninha e comecei a acariar bem devaga enquanto a agua batia no meu peito me deixando ainda mais exitada , com a outra mao me apoiei na parede ainda um pouco zonza e continuei me tocando ate que gozei so imaginda como seria ser fodida por aquele homem que tinha acabado de conhecer, gemi um pouco alto acho que ele ouviu . fiquei um pouco envergonhada mas disfarcei terminei o banho coloquei minha calcinha me enrolei na toalha e sai , ele estava recostado no sofa da sala olhando para o teto parecia nervoso estava ate um pouco vermelho, se assustou um pouco quando percebeu que eu estava la olhando para ele , tive a impressao de que ele estava exitado. ele levantou e me entregou uma camisa dele e uma apontou para uma porta e disse que poderia me trocar la, antes de entra ele perguntou se eu estava com fomo eu disse que sim e entrei me vesti , e sai ele estava na cozinha preparando um sanduiche , sentei numa banqueta ao lado do balcao da cozinha , aquele silencio estava constrangedor entao eu puxei assunto perguntei se ele costma levar mulheres estranhas para casa sempre. ele riu e disse que não nunca tinha feito isso mas que ficou preocupado quando eu comecei a chorar na rua . e me perguntou se eu queria conversar sobre . eu disse que sim e contei o que meu marido havia feito e que eu queria dar uma liçao nele mas deu tudo errado e la estava eu na casa de um desconhecido usando sua camisa e contando sobre minhas frustraçoes , ele ficou serio , e em silencio depois de alguns minutos falou que sentia muito que eu era muito bonita e nao merecia passar por aquilo, me entregpu o sanduiche e sentou ao meu lado para comer tambem , começando a perguntar um sobre o outro, entao eu descobri que ele era Delegado . eu fiquei nervosa e ao mesmo tempo passou pela minha cabeça o que aquele homem poderia fazer comigo.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Anuncia Aqui

eu disseu que trabalha em um escritorio de contabilidade . entre outros assuntos , começamos a falar sobre sexo , ele perguntou se eu era feliz se meu marido me satisfazia fiquei um pouco envergonhada , mas logo me veio na mente oque ele fez e respondi prontamente que Nao , que o que eu queria poder gozar a noite toda mas , que infelizmente ia ficar so na vontade. ele riu e falou bem baixinho enquanto levava o sanduiche a boca “So se você quiser” fiquei vermelha meus mamilos duros pareciam que iam perfurar a camiseta nao tinha como disfarça ele me encarou e voltou a comer assim que terminou ele pegou os pratos e levou ate a pia eu me levantei mas continuei apoiada na bancada com a bunda impinada e bebendo meu suquinho entao ele veio em minha direçao parou bem atras de mim e falou bem pertinho da minha nuca

Há tantas coisas que eu quero fazer com você. — A voz do Rafael era

baixa , cheia de tudo, necessidade e desejo tanto quanto eu estava sentindo.

eu perguntei. Como o quê?

Ele manteve a boca na minha orelha enquanto suas mãos acariciavam

meu corpo. Lentamente, ele correu os dedos para baixo do lado do meu

quadril sobre a curva de minha cintura, em seguida, de volta à minha frente,

colocando meus seios em suas mãos, apertando com firmeza.

Eu quero chupar seus peitos. Com força. Mordiscar seus mamilos até

que você não aguente mais.

O que mais?

chupar sua buceta e fazer você gozar na minha boca, eu ja estava enlouquecendo so com ele falando no meu ouvido, esse homem me deixou desesperada por ele

.continuou falando…

Então eu acho que vou te comer toda

eu gemi bem baixinho

Então, quando você estiver molhada… quando estiver

encharcada para mim e eu puder sentir o cheiro do quanto você me quer, eu

vou segurar suas mãos e te foder. Eu não vou ser capaz de ir

devagar na primeira vez. As mãos dele deixaram meus seios e correram para baixo na frente

do meu corpo. Ele sugou minha orelha e me agarrou mais, me puxando

contra ele. Sua ereção estava crescendo em suas calças e forçando o caminho

até a parte inferior das minhas costas.

Eu quero estar dentro de cada parte sua. Possuir todas as partes deste corpo.

Ele me virou, me agarrando quando o fez. Eu estava tonta de

todo o sangue correndo para outras partes do meu corpo. Em seguida, ele

devorou minha boca, beijando-me de uma maneira que eu nunca tinha sido

beijada antes. Dominante, mas não violento. Calmo, ainda assim necessitando

de mais. Nossas línguas emaranhadas, separando apenas durante o tempo que foi necessário para que ele

levantasse minha camisa. com o polegar e puxou um mamilo em sua boca faminta. Fechei os olhos enquanto

sua língua o massageou e o sugou. Ele alternava entre os seios, lambendo e

mordiscando até que eu estava ofegante. Quando colocou a mão dentro da minha calcinha, ele gemeu deslizou um dedo dentro de mim. e disse que ouviu tudo que eu tinha gozando no banheiro pensando na pica dele . eu so confirmei com a cabeça ja nao conseguia raciocinar Ele gemeu e acrescentou um segundo dedo. — Eu realmente deveria ir devagar com você mas preciso estar dentro de você agora. Eu vou te compensar mais tarde. Prometo. Ele não

estava brincando. Um minuto depois, ouvi o barulho de uma embalagem de

preservativo, e eu estava contra a parede da cozinha Diz pra mim oque você quer diz.

Eu quero te pegar contra a parede. Com força. Você quer ? responde safada você quer minha pica enterrada na sua buceta em ? eu vou te fuder todinha te dar o que aquele corninho nao deu, fala oque você quer safada , em?

eu quero que você me fode , hoje eu vou ser sua putinha, me FODE! porra

CARALHO SUA VADIA VOU TE DAR OQUE VOCÊ QUER

Ele arrancou a minha roupa e me levantou no ar, e prendeu minhas costas contra a parede

Ele se posicionou e, em seguida, me levantou um pouco, trazendo-me

para baixo em direção ao seu membro e que delicia era enorme e veiudo devia ter uns 20cm fiquei em extase numa tinha experimentado uma pica desse tamanho Segurei seus ombros e um gemido escapou dos meus lábios quando ele afundou dentro de mim. Então ele parou.

Quer mais devagar safada em ?

NÃO POR FAVOR . ME FODE VAI

Ele recuperou minha boca e começou a bombar ele começou a se mover mais

rápido. Mais duro. Estocadas , mais profundas, mais fortes.

Uma mão agarrou a minha bunda com força. Seu ritmo acelerou, e nós

dois gememos quando ele empurrou profundamente e começou a girar em

torno com seu quadril, apertando a base do pênis contra o meu clitóris.

Prestes a ter o melhor orgasmo da minha vida, meus músculos começaram a apertar em torno dele. Ele aumentou seu ritmo ainda mais.

— Pooorra!

Eu vou gozar !

Ele- Goza comigo Safada Goza pro teu macho! Enquanto metia com força, meu corpo finalmente cedeu,

pulsando no orgasmo intenso. acelerou , em seguida, se afundou profundamente dentro

de mim, me enchendo com seu gozo.

ele me pegou em todos os cantos de seu apartameto

e de todas as formas,

Muitas horas e mais orgasmos depois, Quando meu corpo perdeu a força minha cabeça estava no peito dele

enquanto ouvia seus batimentos cardíacos , adormeci por umas 2 horas mas ou menos ja passava das 7 quando despertei com minha xaninha molhada sendo chupada ele dizia que era a hora do cafe da manha dele , gozei bem rapido estava enlouquecida com esse homem, depois tomamos um banho e ele me pegou por traz no banheiro

eu retribui a chupada deliciosa, afinal eu tambem queria tomar um leitinho de manhã . depois disso ele me entregou minha roupa ele havia colocado na maquina logo depois que adormeci. me vesti trocamos telefone e me despedi com um beijo molhado e cheio de desejo . marcamos de nos encontrar outro dia , ele disse que dessa vez ia me algemar e me fazer implorar para ser comida. esse eu conto depois.

Conto enviado por:  Anónimo (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo Whatsapp? Veja aqui como o fazer: Clique aqui.
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

E estes contos já lestes?

3 Comments

Adicione um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!